Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feliz Aniversário!!!

>> quinta-feira, 14 de maio de 2009


No dia do seu aniversário sou eu que paro para refletir e agradecer. Agradecer por tudo de bom que aconteceu desde o dia que você entrou em minha vida. São seis anos caminhando juntos e foram tantas alegrias e bênçãos que é difícil descrever.

Engraçado como age o destino. Nascemos na mesma maternidade, fomos registrados no mesmo cartório. Minha mãe comprava pastel na feira da rua onde você morava. Acho que a vida já conspirava para o nosso encontro que aconteceu somente aqui no Japão.

Quisera ter o dom de escrever bonito e poder expressar em uma mensagem todo o amor que sinto, toda a felicidade que vivi e vivo desde que nos conhecemos, todas as pequenas alegrias que experimento todos os dias ao seu lado e ao lado da família que formamos.

Já dizia meu poeta preferido: "Todas as cartas de amor são ridículas, não seriam cartas de amor se não fossem ridículas" (Álvaro de Campos). Sei que declarações de amor são bregas, que você é tímido e não gosta desse amor escancarado que sinto. Mas não podia deixar de prestar uma homenagem. É simples, mas carregado de amor (não, não me importo de parecer ser ridícula =p)

Parabéns!!! Te amo!!!

Créditos: QP by Akiloune Designs

Read more...

Sorte de hoje no Orkut

>> sábado, 9 de maio de 2009

"O pessimista vê a dificuldade em cada oportunidade; o otimista vê a oportunidade em cada dificuldade"

Atitude é tudo, não? Ia tecer algumas considerações citando exemplos mas ia acabar ofendendo certas pessoas... Deixa pra lá. Melhor cada um refletir sozinho, não fiz esse blog pra criar polêmica. Aliás, assuntos polêmicos são propositalmente evitados por aqui exatamente porque a caixa de cometários não é local pra debate. Não as minhas.

Pra isso existem fóruns de discussão, não?

Bom, o que tenho a dizer no final é que quem tem uma atitude positiva vive bem melhor. Se você não tem, talvez esteja na hora de começar a enxergar a vida com o coração. Garanto que ela começará a ter mais perfume, mais cor, mais sabor.

Acho que esse solzão lá fora está influenciando meu humor =D

Read more...

Mãe só muda de endereço?

Ser mãe é apodrecer no paraíso. Nosso dia necessita de pelo menos 30 horas, além de ter um corpo com 4 braços e dez olhos. Ou melhor, preciso de, no mínimo, uns 4 clones meus =p

Se eu tivesse metade do fôlego que essa mulher tem para cantar eu já conseguiria respirar no final do dia =D



Apesar de ter ouvido muitas dessas frases na adolescência, ainda não precisei usar nenhuma. Estou até com medo do que me aguarda.

Feliz Dia das Mães!!! Nós merecemos ^-^

Update
Troquei o vídeo porque o outro foi retirado do Youtube. Infelizmente não achei outro com legendas em português.
Assistam rápido porque talvez esse também seja retirado brevemente =p

Read more...

Minha mãe é nota 10!

Vi essa promoção no Globo Internacional. Basta enviar uma frase dizendo por que sua mãe é nota 10. A mãe do autor da frase mais criativa ganha um fim de semana em um spa.

Claro que fiquei pensando que tudo o que tenho a agradecer à minha mãe não cabe em uma frase.

Primeiro, claro, agradecer por ter me dado a vida (bregueira) =p

Pelas noites insones medindo uma febre que não abaixa.

Pelas compressas quentes no bumbum dolorido por causa da injeção.

Pelas comidinhas gostosas que eu nunca consegui imitar o sabor.

Por ter me repreendido quando necessário, mesmo que eu não tivesse condições de entender o amor contido em uma bronca.

Por nunca ter desistido de mim, por mais problemas que eu tenha dado.

Por me socorrer sempre que preciso, mesmo que para isso seja necessário viajar para o outro lado do planeta.

Por ter me amado mais do que qualquer outra pessoa nesse mundo.

Por tantas outras coisas piegas que me fazem chorar de saudades sempre que me lembro o quão ingrata fui capaz de ser.

Sinto tanto o fato das minhas filhas não poderem curtir a companhia das avós e dos avôs...

Read more...

Dorama

>> sexta-feira, 8 de maio de 2009

Assistindo um capítulo de Caras e Bocas onde Gabriel e Dafne finalmente recebem as cartas e percebem o quanto sofreram em vão, lembrei de uma novela japonesa "Haru e Natsu - As cartas que não chegaram".

Conta a estória de duas irmãs muito unidas que foram separadas quando eram crianças e se reencontram depois de 70 anos. Passou várias vezes na NHK, mas eu não assisti porque em casa não pega tv japonesa =/ Gravado no Japão e em Campinas, fez muito sucesso entre os brasileiros pois conta sobre a imigração japonesa no Brasil e pelo que andei lendo passou na Band também.

Assisti há um tempinho já e hoje assisti novamente, só pra chorar um pouco =p

Afff novela triste.

Como emprestei para uma amiga, que não me devolveu ainda, fui baixar novamente. Pra quem quiser assistir, achei o torrent em um fórum. Está legendado e com uma imagem ótima. Acho que vale a pena, é lindo. Mas já aviso, prepare a caixa de lenço de papel, você irá usá-lo... inteiro =D

Começa assim:

video

A única crítica que tenho a fazer (tem que ter, né) é que a produção podia ter contratado um ator brasileiro descendente que fala a língua para fazer o papel de neto da Haru, ficaria mais real.

É triste o sotaque quando ele desembesta a falar em português. Não seria um problema se ele fosse um japonês que foi ao Brasil, ter sotaque é mais do que natural, seria o normal, mas ele é retratado como alguém que nasceu, cresceu e estudou no Brasil. Está no Japão pela primeira vez acompanhando a avó e quer tentar uma bolsa de estudo em uma universidade. Por mais que use o japonês dentro de casa (como foi o meu caso), não fica com esse sotaque: "que duroga" (droga), "bamos" (vamos), "bêria chata" (velha chata) são algumas palavras que o ator não consegue pronunciar. Parece meu pai falando =p

Lembrei de um mercado que tinha perto de casa, chamava-se Trumain, mas meu pai nunca conseguiu falar, sempre saía "Tsurumain". Coitado =D

Para quem não sabe japonês, haru e natsu são as estações primavera e verão. Antigamente era comum colocar nomes assim nas filhas. Veja pelo exemplo das duas gêmeas mais velhas que viviam aqui (acho que já faleceram as duas, né =p), elas eram Kin e Guin, respectivamente ouro e prata.

Read more...

Relay for life

Acontecerá em setembro, dias 12 e 13, um evento beneficente de apoio aos pacientes com câncer no Campo de atletismo aqui da cidade. Dia 29 teve explicação sobre o evento no Gotemba Civic Center Fujizakurá aos interessados.

Não fui, claro, estava viajando. Mas pelo que entendi dia 24 agora terá outra apresentação (reunião?) para explicações. Nunca ouvi falar sobre essa organização (Relay for life) mas achei o símbolo deles muito fofo.


Esse Fujisan correndo e soltando coraçõezinhos não é uma graça? Ele ainda não tem nome mas não me surpreenderia se o chamarem de Fujio-kun =p

Muito boiola esse post? =p

Maiores informações sobre o evento, aqui (em japonês). Infelizmente, eventos nesse fim de mundo onde estou são, praticamente, somente para os moradores locais.

Às vezes tenho tanta vontade de participar desses trabalhos voluntários. Acho um trabalho lindo, mas para isso, por enquanto, preciso deixar minhas filhas de lado e isso é algo que nem passa pela minha cabeça. Não estou disposta a deixar minha família em segundo plano. Quem sabe, depois que elas crescerem um pouco ou eu aprender a me organizar melhor, não consigo realizar esse desejo?

Nem lembro o que estava procurando no Google quando me deparei com o símbolo e fui pesquisar sobre o assunto. Achei ainda o álbum de alguém que veio passear aqui e tirou um monte de fotos da cidade enquanto estava dentro do ônibus. A gente se acostuma tanto com a paisagem que nem repara mais, mas tem uns lugares bem feinhos. Aos curiosos, aqui.

Para quem gosta de apreciar o Monte Fuji a prefeitura tira fotos diariamente e coloca em seu site. Em dias nublados infelizmente não dá pra ver.

Read more...

Poly Corn

Mente depravada é foda. Sabe quando você vê pornografia até em pipoca doce?

Será que chegou a hora de começar uma terapia?

Mas fala sério, não é possível que SÓ EU faça essa associação.


Read more...

Diário de viagem

>> quinta-feira, 7 de maio de 2009

Dia ensolarado muito gostoso apesar do vento. Não conseguimos sair às 6:00 como o Helio queria, mas saímos cedo e chegamos lá bem na hora do almoço. Maravilha!

A viagem foi tranquila, apesar de errarmos a saída da kousoku (via expressa) novamente =p

- Meu irmão falou que é pra descer na próxima de Okazaki.

- Mas foi onde a gente desceu da outra vez e estava errado.

- Mas foi ele que falou, que era Higashi "alguma coisa". (É Higashi Toyota)

Descemos. Estava errado =/ Era pra descer em Toyota, que seria a próxima saída. Mas sem problemas, reconhecemos o caminho que fizemos ano passado.

- Presta atenção nesse pedaço, olha aí no navi (GPS) onde tem que ir porque da outra vez nós erramos o caminho.

- Tá. Então, erramos novamente. Você precisava ficar na outra pista, aqui a gente vai passar por baixo da rua que ele tá mandando virar.

Fizemos o mesmo retorno da outra vez. Um dia aprendemos =p

Eles nos levaram em um parque que antigamente era uma piscina de ondas. Foi fechado porque a manutenção era cara demais para poucos frequentadores.

Extensa área verdinha, fontes, quadras diversas (tênis, basquete, futebol, baseball), um pequeno canil, brinquedos, Aquário e Centro Esportivo Municipal, tudo junto. Muito gostoso, adoramos tanto o lugar que o Helio pediu pra voltar lá um outro dia.

Dez minutinhos de carro, fiquei morrendo de inveja deles. Ai se eu tivesse um parque desses aqui perto...

Até combinamos um passeio a Nagoya, mas viciamos em jogar Perfil madrugada adentro, ninguém conseguia acordar cedo =p

Adorei esse jogo, vou procurar por aqui, será que alguma loja brasileira vende baratinho?

Eu ia ver onde meu irmão compra peixe fresco baratinho também, mas tinha que sair às 4 da manhã, sem chances. Aliás as coisas são mais baratas lá. Desde alimentos, gasolina até imóveis.

Aqui onde moro não tem nada, mas os imóveis são mais caros do muitas outras regiões. Não entendo isso. Apesar de ter uma vista privilegiada do Monte Fuji e de possuir, o que há algum tempo atrás era, o maior Outlet do Japão (não sei se construíram algum maior), não tem mais nada nessa cidade que a destaque das demais.

Aliás, esses dois "benefícios" nem são tão vantajosos assim, pois existe uma previsão do Monte Fuji entrar em erupção a qualquer momento. Subindo a rua de casa chega-se à uma das trilhas para escalar o Monte no verão. Então se essa bagaça explodir minha casa vai pras cucuias logo de cara.

O Outlet é bom, já falei sobre ele aqui. Tem muitas lojas de grifes famosas, estavam ampliando o estacionamento, tals. Mas fica intransitável perto dele. Mesmo ficando um pouco afastado do centro, atrapalha horrores a vida dos moradores nos finais de semanas e feriados. Não é pra menos que os inúmeros motéis dos arredores fiquem lotados, porque muitas pessoas vem de longe desde o dia anterior.

Mas apesar disso tudo eu gosto daqui =D Será que sou masoquista?

Pegamos um trânsito federal na volta. Íamos passar na casa do Kito mas acabou ficando tarde, achei melhor voltar pra casa. Já estava muito cansada. Mas no dia seguinte teve churrasco pra comemorar o aniversário da Ellen. Eita vida boa...

Pena que acabou =/ Agora só em agosto.

Fotos no Flickr.

Read more...

Já vi isso em algum lugar

Lost está dando um nó nas minhas já confusas ideias.

Sabe aquela sensação 'já vi esse enredo'?

Me lembrou quando assisti o Exterminador do Futuro, no final quando a Sarah tira a foto que Kyle recebe de John. A estória entrou em looping interminável.

E é isso que vejo acontecer na série. Antes os losties estavam perdidos no espaço, agora estão perdidos no tempo.

O passado não pode ser alterado, mas o futuro pode. Voltando ao passado e sendo morto pela própria mãe vai fazer com que ela tenha vontade de concebê-lo?

Como gerar uma criança sabendo que em determinado momento de sua vida você vai tirar a vida daquele que carregou dentro de você?

Se vai morrer antes de ser concebido, por que nascer?

E a estória entrou em looping novamente.

Read more...

About U

Mais um "depoimento". Desta vez de uma amiga com nome diferente como o meu: Romina.

Conheci-a há pouco tempo e ela me atendeu prontamente. Me surpreendeu a forma poética como me descreveu e eu adorei =DJustificar
Tomei a liberdade de acentuar as palavras pois o teclado dela é japa e consequentemente sem acentos.

Bom, fácil não é... sentar, pensar e deixar a cacholinha fluir com os pensamentos rs...

Mas aqui vai a minha percepção, meio que com uma ajuda das minhas folhas da agenda que se foram. Reli uma passagem que gostava muito, mas quando olhei, lembrei de você, engraçado você ter me pedido para escrever algo sobre você, senão ficaria somente num breve pensamento.

Kisu!

--------------------------------------------------------------------------------

Herika... Herika. De primeira instância nome incomum, mas para essa leitora, nada tem de estranho, porque veja bem, meu nome também não é um dos mais comuns rs. Tá aí, já começa a nossa afinidade, pelo que é incomum dos comuns.

Ah, peraí, não posso enrolar uma mente inteligente, então há de se saber o que escrever. Permita-me dizer algumas palavras, sobre as quais talvez não sejam totalmente verdades, mas talvez minha intuição não seja tão ruim assim. Engraçado, foi ontem mesmo jogando a tranqueirada fora, que me deparei com um pensamento, sem fonte nenhuma, onde descreve a imagem que eu tenho de Herika.

Herika é uma mulher que pensa com o coração, age pela emoção e vence pelo amor. Que vive milhões de emoções num só dia e transmite cada uma delas, em sábios posts.

Talvez Ogum e Iansã lhe deram algumas características, como o gênio forte, não admitindo injustiça. Sabe mandar sem nenhum constrangimento, mas também sabe ser mandada, desde que não seja desrespeitada. Talvez seja um pouco impaciente, e se souber aguardar o tempo certo, consegue ser calculista e estrategista.

Talvez cobre de si a perfeição e vive arrumando desculpas para os erros, daqueles a quem ama.

Que hospedou em seu ventre outras almas, deu a luz e depois ficou cega, diante da beleza das filhas que gerou. Que dá as asas, ensina a voar, mas não quer ver partir os pássaros, mesmo sabendo que eles não lhe pertencem.

Que se enfeita toda e perfuma o leito, ainda que seu amor nem perceba mais tais detalhes.

Que como uma feiticeira transforma em luz e sorriso as dores que sente na alma, só pra ninguém notar.

E ainda tem que ser forte, pra dar os ombros para quem neles precise chorar.
ObrigadaYuri! Amei!!!

Read more...

Recebi II


Será que devo levar a sério?

Read more...

Recebi I


Há um tempo ganhei esse selinho muito carinhoso da Regiane.

Regrinhas:

O selo é o Premio Dardos:

Com o Prêmio Dardos se reconhecem os valores que cada blogueiro mostra cada dia em seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc…, que em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras.


1 – Aceitar exibir a distinta imagem,


2 – Linkar o blog do qual recebeu o prêmio e


3 – Escolher 15 blogs para entregar o Premio Dardos.

Não vou escolher ninguém, pois os blogs que eu acho que merecem ganhar com certeza ultrapassam 15. Fique à vontade para levar ao seu cantinho Ü

Read more...

Acabou-se o que era doce

>> quarta-feira, 6 de maio de 2009

Acabou o Golden Week, foi uma longa semana muito bem aproveitada. Graças a Deus só começou a chover ontem, no último dia de folga do Helio.

Para quem nunca morou no Japão deve ser esquisito ouvir sobre Golden Week, eu nunca tinha ouvido falar antes de vir pra cá.

Uma rápida explicação. O Golden Week (Semana Dourada) é uma semana de feriados nacionais que começa no final de abril e termina no começo de maio.

29 de abril - Midori no hi (Dia do Verde)

É o antigo Showa no Hi, onde era comemorado o aniversário do imperador da Era Showa (1926-1989). Depois de sua morte, em 7 de janeiro de 1989, virou Dia do Verde pois o falecido imperador era um grande apreciador da natureza.

3 de maio - Kenpo Kinenbi* (Dia da Constituição)

Em 1947 foi instituída a nova constituição com importantes mudanças como a proibição de participação em guerras, os direitos humanos e a soberania do povo japonês.

4 de maio - Kokumin no Kyuujitsu (Feriado civil)

Criado recentemente apenas para que o Golden Week se tornasse uma semana de feriados contínuos.

5 de maio - Kodomo no Hi (Dia das Crianças)

Tornou-se feriado nacional em 1948. Originalmente chamado de Tango no Sekku (Dia dos meninos), já era comemorado pelos samurais que exibiam suas armas e armaduras nesse dia.
Apesar do novo nome, continua sendo comemorado da mesma forma e o feriado é voltado aos meninos (as meninas comemoram dia 3 de março, no Hina Matsuri, falei sobre isso aqui).

Para poderem comemorar a data com um símbolo menos ostensivo os plebeus urbanos adotaram a imagem da carpa (Koi).

Por muito tempo acreditei que a carpa era o peixe símbolo do Japão, que era um peixe sagrado, sendo proibido até o seu consumo. Não sei onde li isso, mas descobri que não é verdade , existem vários pratos feitos com a carpa, embora eu nunca tenha experimentado nenhum =p

Que o Japão é um país cheio de simbolismos qualquer pessoa já está cansado de saber. O duro é decorar os significados de cada coisinha. Sendo filha de japonês eu sabia de algumas coisas, mas aprendi muito mais pesquisando pra poder escrever aqui do que em toda a minha infância, que foi recheada de músicas infantis japonesas, os douyous.

O nishikigoi, figurinha fácil em qualquer jardim japonês, é criado como peixe ornamental. Ele é muito mais do que um peixinho dourado, são enormes e com um apetite voraz. Uma vez tirei foto de um lago em um zoológico bem na hora que estavam alimentando. É assustador o_O

Carpa é o símbolo de masculinidade, por sua força, bravura e virilidade quando nadam contra correntezas e cataratas. Essa característica somada à uma lenda chinesa que fala de carpas que conseguem vencer a subida do Rio Amarelo e viraram dragões, fizeram com que a carpa virasse símbolo desse dia. Além da associação do Koi que também significa paixão, simbolizando sorte no amor também.



Tirei essas fotos perto da casa do meu irmão em Hekinan. Aqui perto tinha uma casa com dois mastros com um monte de koinoboris hasteados, mas não consegui fotografar. Quem sabe ano que vem =p

Koinobori significa subida das carpas. Quando se vê esses peixes coloridos feitos de pano ou papel (nunca vi) tem-se a impressão que estão nadando contra a correnteza. Eles são hasteados em mastros de bambu, que simbolizam o sucesso, ou em cordas.

Existe uma ordem na hora de hastear, assim como significados diferentes para cada koinobori, o Magoi (carpa preta) representa o pai, o Higoi (carpa vermelha) os filhos. Com o tempo a carpa vermelha virou a mãe e os outros peixes coloridos os filhos. A tendência é que o koinobori se torne uma comemoração do Dia das Crianças e adquira um caráter cada vez mais decorativo, menos ligado aos filhos machos, com a carpa representando a esperança dos pais de que suas crianças cresçam fortes e saudáveis, visto que algumas famílias hasteiam koinoboris para suas filhas também.

Além do koinobori que enfeita o lado de fora da casa, costuma-se enfeitar dentro de casa com bonecos que representam os samurais, os Gogatsu Ningyô ou Musha Ningyô. Como muitas vezes colocar um boneco grande ou uma armadura ocupa espaço demais nesses "apertamentos" modernos onde impera a falta de espaço, pode-se colocar apenas o kabuto (capacete).

Como não podia deixar de ser existem comidas típicas para a data também. Come-se o Chimaki (leia timaki), um bolinho de arroz embrulhado em folha de bambu (símbolo do sucesso) e o Kashiwa Mochi, bolinho de arroz recheado com anko (feijão doce) e enrolado em folha de carvalho (símbolo da força).

Além da musiquinha infantil, claro. Que eu saiba existem duas músicas tradicionais, que tocam em replay incansável nos estabelecimentos comerciais nessa época: o Koinobori e o Seikurabe.



Yane yori takai koinobori
Ookii magoi wa otousan
Chiisai higoi wa kodomo tachi
Omoshirosou ni oyoideru

Tradução livre:
Koinobori, mais alto do que o telhado
Papai é a carpa preta grande
Carpas pequenas são as crianças
Todos nadam alegremente

Existem outros costumes que eu nunca havia ouvido falar como colocar folhas ou essência de Íris no ofuro (banheira) para afastar maus espíritos.

Fontes:
Wikipédia - Golden Week
Wikipédia - Koinobori
Sadame
Fundação Japão
Japão em Foco
Brasil Escola
Mundo Educação
Cultura Japonesa
Hina Matsuri - Kodomo no Hi.com

Espero não ter falado nenhuma bobagem =p Queria muito ter postado antes, mas em dias que o Helio está em casa é difícil conseguir atualizar o blog. Hoje recomeçou a rotina aqui em casa, mas com as meninas querendo atenção toda hora ficou impossível conseguir essa façanha. Fora que com meu parco conhecimento no assunto eu precisei dar uma boa pesquisada para poder me inteirar.

Depois mostro as fotos que tirei. Primeiro tenho que reduzir para que não pesem muito e não ultrapassem o limite do Flickr, agora que minha conta é gratuita tenho que me preocupar com essas coisas. Eita pobreza =/

Nota
No alfabeto japonês não existe o 'm' mudo. Por isso palavras como Kenpo e Kinenbi parecem estar com a grafia errada mas em palavras estrangeiras o uso do 'n' antes do 'p' ou 'b' não está errado. Eu poderia escrever "aportuguesado" mas não acho correto fazer isso =D

Read more...

Chove chuva, chove sem parar...

Toneladas de roupas para lavar e chove torrencialmente na terra dos samurais. Como íamos sair de tardezinha ontem combinei com o Helio de levar as roupas lavadas pra secar na lavanderia senão ia ficar fedendo dentro de casa.

Tudo certo dentro do carro.

- Em qual lavanderia você quer ir?

Tem um monte aqui perto mas escolhi um que fica um pouco afastado mas tem o estacionamento coberto. Helio não gosta de ir lá porque a cobertura foi super mal colocada e ficam uns postes no meio do estacionamento que dificultam horrores na hora de parar o carro, mas concordou.

- Não dá ir mais pra frente? Tem um espação ainda para você poder estacionar.

- Mas aí você não consegue abrir a porta pra sair do carro.

- Claro que consigo, vai mais pra frente.

- E esse poste aí? Vai pegar, melhor parar aqui.

Desci e debaixo da chuva comecei a rir enquanto pegava a roupa. Já tenho o riso frouxo, comecei a rir desembestadamente.

Helio não entendeu mas começou a rir vendo meu ataque de bobeira.

- Que que foi? Tá rindo assim por quê?

- Caramba, mozinho. Pedi pra vir aqui, nessa lavanderia, justamente porque tem o estacionamento coberto e você para o carro fora da cobertura.

Ai ai, melhor parar por aqui porque estou sentindo outro ataque de riso a caminho =D

Read more...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

contador de visitas

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP