Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As reinações de Melissinha

>> sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Vou contar o que Melissa aprontou esses dias atrás...
Estava tentando fazer ela dar uma cochilada de tarde pra não ficar muito chata de noite. Estava difícil e acabei deitando com ela, coisa que nunca preciso fazer de tarde, só de noite. Ela continuou com sono mas acordada e eu acabei cochilando. Acordei com ela falando "Kusai kusai! Kusai Kusai!" (Fedido fedido). Fiquei morrendo de preguiça de abrir os olhos pra trocar a fralda dela, mas ela estava debruçada bem perto de mim e senti um fedor tão grande que resolvi trocar sem enrolar. Quando abro os olhos... SURPRESA!!! Ela tinha enfiado a mão na fralda, pegou o cocô e estava amassando e esfregando uma mão na outra, como quem passa um creme. E essas mãos estavam bem perto do meu nariz, por isso senti o cheiro tão forte.
AAAAAAAAAARGHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!! Quase tive um treco... Ainda bem que não pôs a mão na boca e nem tocou em nada. Lavei as mãozinhas dela quase vomitando de tanto nojo. Ainda tive que limpar umas bolinhas de cocô que ficaram caídas no chão da sala. A sorte foi eu ter tirado o tapete no dia anterior pra jogar fora, assim foi fácil limpar, fora que ela não tinha pisado também, ainda bem.
Ela está danada, aprontando demais. Teve uma época que estava com mania de entrar dentro da pia. Primeiro pra pegar as facas que ficam na janela e depois pra brincar com a água, já que agora aprendeu a abrir e fechar as torneiras. Ainda bem que parou esses dias. Agora ela consegue se pendurar na beira da pia e pegar o que quer ou abrir a torneira sem precisar entrar dentro dela.
Nota: Em casa não tem cadeiras, ela sobe no muque mesmo, tem uma força incrível...
Andou doentinha uns tempos. Aliás, nunca freqüentei tanto os médicos como nesses últimos meses. Bom, tem o meu médico, minhas consultas pré-natais periódicas, mas fora isso levei Melissa ao ortopedista pra ver os pezinhos dela. Ela anda com os pés voltados pra dentro. Achei que era fase, coisa de criança que ainda não tem firmeza nos pés. Isso é normal quando começam a andar, mas ela completou 2 anos e continuou andando torto. Tiraram radiografia das pernas e não tem nenhum problema nos ossos, mas tem que usar uma palmilha ortopédica pra alongar os músculos. E uma visita ao ortopedista uma vez ao mês. Até aí tudo bem, é indolor, apesar de ter estranhado no começo e ficar caindo toda hora agora ela já acostumou e vive correndo de um lado ao outro.
Aí, resolvi levar ao dentista pra ver um nervinho que ela tem na parte de cima, ligando a gengiva e os lábios. Todos temos esse nervo, mas é pequeno, o da Melissa é grande e acaba separando os dois dentinhos da frente. Ela tem que cortar isso antes de nascer os dentes permanentes, pra isso precisa se acostumar com o dentista e o ambiente do consultório. O dentista é um jovem não muito paciente e acabou assustando ela. Ela chorou o tempo todo e nunca reagiu assim com médico nenhum. Não sei se acabou traumatizando ou se é fase, já que está começando a entender melhor as coisas, o fato é que agora faz um escândalo danado em qualquer médico que eu levo. Porque ainda tinha que dar a dose adicional da tríplice e levei ao pediatra. Depois ela ficou ruim da garganta. Engasgou com um amendoim que estava no chocolate e começou a tossir sem parar, isso deve ter irritado. E ela estava numa fase meio difícil de lidar, desobediente, birrenta e escandalosa. Se era contrariada, começada a gritar e forçava a vomitar. Isso deve ter irritado mais ainda a garganta e pra inflamar com uma bactéria qualquer foi dois pulinhos. Não estava comendo nada e começou a escorrer o nariz. Levei ao pediatra e estava mais do que inflamado, estava branco, cheio de pus e o peito cheio de catarro. Teve que chupar o nariz e fazer inalação. Inalação... Affe... Pra começar, para examiná-la eu tenho que sentar com ela no colo, segurar os bracinhos e apertar bem o corpinho dela contra o meu para imobilizá-la, aí vem uma enfermeira e segura a cabeça dela para o médico olhar a garganta, mas ela fica chutando o médico ou puxa os braços dele com as pernas, então tem que vir outra enfermeira pra segurar as perninhas dela também. É uma luta. Pra chupar o nariz também precisa de 3 pessoas, inalação que elas sempre fazem a mãe sozinha levar a criança , se não tiver alguém comigo não consigo fazer, porque ela fica se debatendo o tempo todo. Não tem como eu segurá-la e colocar o bagulho no rosto dela. Várias vezes arrancou o cano do aparelho. É simplesmente impossível. E como agora estou com um barrigão, uma enfermeira sempre vem me ajudar. Enquanto eu seguro Melissa, ela segura o caninho no rosto. Continua sendo uma luta, com ela se debatendo, berrando e cuspindo dentro do bagulhinho...
Tomar remédios está difícil também. Aprendeu a falar "On qué!" (Não quer) e não deixa colocar na boca nada que não queira. A geleinha pra misturar remédio ela já sabe que tem remédio e não come mais. Não importa o sabor que eu use, ela já conhece as embalagens e a aparência na colher, não come mais. Com isso tive que começar a misturar nas coisas: suco, iogurte, leite. Sei que não se deve fazer isso, pois corre o risco de anular o efeito do remédio, mas na prática não tem outro jeito, porque se consigo enfiar o remédio à força, ela já sabe cuspir e não bebe.
Nem bem melhorou da garganta começou a ter febre, somente de noite. Quando acordava de manhã que eu ia levar ao médico estava sem febre. No primeiro dia deixei, mas como a febre voltou de noite, no dia seguinte, mesmo sem febre fui novamente ao pediatra. Estava resfriada apenas e ganhei mais remédios depois do escândalo habitual na consulta.
Dois dias depois dessa consulta, ela estava melhor, sem febre, sem nariz escorrendo, sem tosses, mas começou a escorrer uma meleca fedida do ouvido. Lá vou eu novamente ao pediatra que logo me encaminhou ao otorrino. Estava com otite... Algumas bactérias migraram da garganta pro ouvido médio que acabou inflamando. Visitas diárias ao otorrino pra ele chupar o pus (aquela meleca era pus), limpar o ouvido e jogar um remédio lá dentro. Quando parou de escorrer o pus, consultas semanais e sempre tomando remédio.
Graças a Deus agora melhorou de tudo e não preciso mais levar a médico nenhum, pois ela já reconhece os estacionamentos das clínicas e era uma luta pra conseguir tirar do carro. Ela se agarrava nos bancos, chorando e gritando "On qué! On qué! Noooooon!!!!!" Só o ortopedista que ainda tenho que levar, mas como a próxima consulta era em setembro e em setembro nasce o bebê, eles deixaram pra eu levar quando estiver recuperada do parto em outubro.
Aproveitando o tempo bom, estamos levando bastante Melissa pra correr nos parques, praças e aproveitando pra tirar bastante fotos também.












1 Comentário(s):

Luciana Orikassa,  12:14 AM, agosto 04, 2007  

Oi Herika! Qta novidade por aqui! Que delicia saber como vcs andam, ver fotos recentes de vcs!
Adorei o desabafo do post 'tirando a poeira'...rs!
Menina sabe aquele dia q a gente conversou no msn? Naquela mesma noite, o Rafinha começou a ter febre tb, chegou a 39 graus. No outro dia levei ele no medico e o medico disse ser natsu kaze, mas a febre continuou e começou uma terrível tosse, ficou totalmente sem voz. Teve q fazer exame de sangue, chapa de pulmão, tomou soro, inalaçoes. Sei que foi um corre-corre de médico aqui tb, e com esse barrigão não é nada fácil ne! Só quem tá sabe como é...Mas no final fiquei satisfeita com o médico que em todo tempo ficou super preocupado, pois o neném pode vir a qquer momento. Então tinha que sarar o Rafinha logo. Graças à Deus hj ele está bem e o bb já pode vir tranquilamente...ufa!
E como tá os preparativos do bb? E o nome já decidiram?
Beijos

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

contador de visitas

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP