Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Biblioteca Virtual

>> quinta-feira, 19 de março de 2009

Pegando carona da Samantha Shiraishi, vou compartilhar um achado que pra mim tem sido muito bom. Talvez muitos já tenham ouvido falar da Biblioteca Virtual do Estudante de Língua Portuguesa.

É um projeto que existe desde 1997 desenvolvida pela Escola do Futuro da USP em parceria com a AT&T Foundation. Disponibiliza gratuitamente vários livros da literatura da língua portuguesa, audiobooks, vídeos e reportagens entre outras coisas.


Na seção SONS você pode ouvir desde a "Leitura do artigo 1º do Ato Intitucional nº 5", passando por jingles que fizeram sucesso na tv, até alguns cds do Palavra Cantada. Tem uma seção infantil onde dá para ouvir algumas estórias no melhor estilo "Coleção Disquinho". Adorei ouvir Dom Quixote, viajei no tempo.

Para quem, como eu, adora um bom livro mas não tem tempo para sentar e ler, ouvir os próprios é uma boa solução. Não é a mesma coisa, concordo, mas dá pro gasto. Talvez só precise me acostumar.

Vocês não tem idéia do que é passar a roupa ou cozinhar ouvindo Dom Casmurro.

São livros desenvolvidos para deficientes visuais. Super interessante porque começa com uma breve biografia sobre o autor e uma resenha sobre o livro. Os capítulos são separados, assim não somos obrigados a ouvir o livro inteiro de uma vez.

Eu ouço os livros no pc enquanto faço minhas tarefas domésticas, mas concordo com a Sam quando ela diz que adoraria poder ouvir no trânsito. Eu ando muito de carro porque não tem nada aqui em volta de casa a não ser muitas fábricas. Para fazer compras ou ir a algum parque tenho que ir de carro por causa da distância. Imagina poder ouvir um bom livro nessas horas. Ou poder colocar no mp3 player e poder fazer caminhadas ouvindo o Caçador de Pipas. Com uma googlada encontramos os mais variados livros convertidos em formato mp3/wav/rm disponíveis para download. Até os livros da coleção Para Gostar de Ler eu achei em áudio (infelizmente não lembro onde).



Negócio de menino

Tem dez anos, é filho de um amigo, e nos encontramos na praia:
- Papai me disse que o senhor tem muito passarinho...
- Só tenho três.
- Tem coleira?
- Tenho um coleirinha.
- Virado?
- Virado.
- Muito velho?
- Virado há um ano.
- Canta?
- Uma beleza.
- Manso?
- Canta no dedo.
- O senhor vende?
- Vendo.
- Quanto?
- Dez contos.
Pausa. Depois volta:
- Só tem coleira?
- Tenho um melro e um curió.
- É melro mesmo ou é vira?
- É quase do tamanho de uma graúna.
- Deixa coçar a cabeça?
- Claro. Come na mão...
- E o curió?
- É muito bom curió.
- Por quanto o senhor vende?
- Dez contos.
Pausa.
- Deixa mais barato...
- Para você, seis contos.
- Com a gaiola?
- Sem a gaiola.
Pausa.
- E o melro?
- O melro eu não vendo.
- Como se chama?
- Brigitte.
- Uai, é fêmea?
- Não. Foi a empregada que botou o nome. Quando ela fala com ele, ele se arrepia todo, fica todo despenteado, então ela diz que é Brigitte.
Pausa.
- O coleira o senhor também deixa por seis contos?
- Deixo por oito contos.
- Com a gaiola?
- Sem a gaiola.
Longa pausa. Hesitação. A irmãzinha o chama de dentro d'água. E, antes de sair correndo, propõe, sem me encarar:
- O senhor não me dá um passarinho de presente, não?

Rubem Braga in Para Gostar de Ler - Volume 1 - Crônicas

Foi com esse tipo de livro que tomei gosto pela leitura. E tenho a impressão que "no meu tempo" é que se escreviam coisas boas (saudades da Coleção Vagalume). Obviamente não menosprezando J. R. R. Tolkien, J. K. Rowling, Dan Brown (entre outros) que eu adoro também =p

2 Comentário(s):

Ciça Donner 11:46 PM, março 20, 2009  

Mana eu nao consegui uvir um livro. Nao rolou mesmo. E olha que seria uma boa pra mim que tenho preguica de ler alemao, mas nunca consegui encarar como "leitura"

Herika 5:37 PM, março 21, 2009  

Sabe Ciça que eu também não consigo encarar como leitura, é uma narração, né. Mas eu estou ouvindo o Livreiro de Cabul e sabe que estou gostando. Não sei se é porque já li o livro e conheço a estória, sei lá, estou gostando. Acho que é falta de costume mesmo. Pra mim tem sido a única saída ultimamente.
Mas não tem nada no mundo que substitua o prazer de poder pegar o livro em minhas mãos, poder sentar confortavelmente no sofá com um xícara de chá fumegante e folhear as páginas. Pelo menos pra mim ;)

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

contador de visitas

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP