Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Desencontros

>> sexta-feira, 6 de março de 2009

Quando o pai comprou aquele terreno e se mudou para a casa recém construída não poderia imaginar que três de seus filhos se casariam com as crianças da casa vizinha.

Maurício gostou de Cristiane e logo a pediu em namoro. Cristiane gostou de Sérgio, que vendo seu irmão cercando sua eleita tratou logo de se declarar e começou aí uma longa história de amor.

Fátima gostou de Maurício e demonstrando seu interesse pelo rapaz, começaram outra história ali.

Os personagens da terceira história são Luciana e Hilton.

Maurício, Luciana e Sérgio são irmãos. Na época, respectivamente com 15, 13 e 10 anos. Eu estava com 5 anos e apaixonada pelo primo Sérgio, dizia que o desposaria quando crescesse. Cristiane e Fátima são primas, ambas com 12 anos e tio delas, o garoto Hilton com 16.

Com oito anos de namoro Luciana e Hilton se casaram. Tiveram um filho. As coisas apertaram e eles vieram para o Japão. O filho voltou ao Brasil e hoje já é pai. Apesar dos apertos financeiros, vivem bem e felizes.

Fátima engravidara com 17 anos. Teve que largar as bonecas e cuidar de um bebê real. Casaram-se às pressas (se é que depois de quase 4 anos de namoro poderia ser taxado assim). Noivaram e um mês depois o casamento foi realizado na sala da casa de meus pais. Foi lindo!

Tiveram três filhos e uma neta. Hoje estão separados. A notícia não foi surpresa nenhuma visto que as traições dela não eram segredo para a família, só para o marido.

Eu me dava bem com ela e lamentei o fato apesar de achar o desfecho compreensível e inevitável.

Nessa mesma época, há dois anos, Cristiane e Sérgio também anunciaram a separação. Casaram-se depois de doze anos de namoro, tiveram dois filhos e muitos momentos felizes de autêntica cumplicidade. Eram o Casal 20 da família. Almas gêmeas em harmoniosa sintonia. E eu ainda me pergunto onde foi que eles se perderam.

Viveram bem e unidos até ela vir para o Japão. Ele estava afundado em dívidas e judicialmente impedido de sair do país. Para ajudar o marido financeiramente a solução foi vir para cá com a filha. Quase morreram com a distância física, já que nunca haviam se separado antes. Não sei o que aconteceu nesse ano e meio que ela esteve morando com as irmãs. Rolou muita especulação, fofoca e comentários maldosos entre a parentada, mas eu me mantive afastada dessas coisas. Estavam falando de duas pessoas que eu adoro e para não ficar brigando preferi não participar desses debates que corriam soltos no Messenger.

Ela me disse que perdera o respeito que tinha por ele. Não discuti, como discutir algo assim? Mas fiquei triste, muito triste.

Não sou dada a sentimentalismos, mas me dou o direito de chorar, sem culpas, quando vejo um casamento acabar. Assim como me emociono quando vejo duas pessoas que resolveram se unir.

Quiçá futuramente esses desenlaces não possam ser revertidos e eles consigam resgatar o sentimento que um dia os uniu.


* Se o enredo lhe é familiar, isso não é mera coincidência. Apesar dos nomes terem sido trocados, os fatos são reais. Quisera ter o dom de inventar uma crônica assim. Infelizmente a vida está recheada de histórias dolorosas.

4 Comentário(s):

Ines 8:38 AM, março 06, 2009  

Quem dera eu tivesse o dom de escrevr assim tbem, tao facil, apesar de que a historia vivida desta forma nao parecia ser facil!

beijao!

Hidemi 6:01 PM, março 06, 2009  

realmente... ver pessoas queridas se separando eh mto triste, mas acho nao costumo questionar os motivos...
acho q quando a situacao fica dificil eh melhor a separacao que viver brigando...
fico muito mais triste ao ver casais que nao se entendem mas por um motivo ou outro nao se separam...
as vezes a distancia ajuda a enxergar melhor, e mesmo com a separacao, se ainda houver amor ha chances de recomeco.... tentar manter um casamento onde o casal nao se entende eh um passo arriscado, pois existe o risco de acabar com o respeito e do carinho ainda resta...

ines 11:01 PM, março 07, 2009  

ah ta Herika, mas ja fiz e desfis inscricao no feed varias vezes..rs depois faco outra vez em consideracao a vc..ok?

mudando de assunto: vi que vc tem miyashiro no nome, entao uma curiosidade, sera que vc nao tem nenhum parente com nome de valdir yukio myashiro? @.-/

Herika 2:35 AM, março 14, 2009  

Inês, obrigada ;)

Hidemi, não costumo me intrometer, mas acho impossível não questionar e eu não deixo de lamentar. As verdadeiras razões para uma separação somente o casal pode saber e acho que ninguém tem o direito de se intrometer.
Concordo que é infinitamente melhor o casal que não se entende separar enquanto ainda resta amizade e/ou carinho. Mas acho difícil que em uma história que durou 33 anos não existisse muito amor.

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

contador de visitas

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP